Ipec: Lula oscila um ponto para cima e tem 47%; Bolsonaro mantém 31%

Por Portal Sergipano em 20/09/2022 às 11:27:24

Pesquisa Ipec realizada com entrevistas pessoais, contratada pela TV Globo e divulgada hoje, aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue liderando a disputa pela Presidência da República, com 47% das intenções de voto e tem possibilidade de vitória em 1º turno. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece com 31%. Com isso, a diferença entre os dois é de 16 pontos percentuais.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), candidatos à Presidência da República – Fotos: Ricardo Stuckert e Isac Nóbrega/PR

Em comparação à pesquisa anterior de 19 de setembro, o petista oscilou positivamente na margem de erro – que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos – passando de 46% para 47%. Já Bolsonaro manteve o mesmo patamar.

O Ipec aponta que Lula tem 52% dos votos válidos — quando são excluídos brancos, nulos e indecisos — o que indica a possibilidade de vitória em 1º turno. Por conta da margem de erro, o petista tem entre 50% e 54% dos votos válidos. Para vencer o pleito sem necessidade de 2º turno, o candidato precisa de 50% mais 1 dos votos válidos, de acordo com a Lei das Eleições do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em seguida, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7%, que manteve o mesmo percentual, e Simone Tebet (MDB), que oscilou positivamente de 4% para 5%, empatados na margem de erro. A senadora Soraya Thronicke (União Brasil) ficou com 1% e empata tecnicamente com Tebet. Os demais candidatos foram citados, mas não alcançam 1% das intenções de voto.

A pesquisa realizou 3.008 entrevistas pessoais face a face entre os dias 17 e 18 de setembro. O nível de confiança, segundo o Ipec, é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número BR-00073/2022, com custo de R$ 347.659,06.

Primeiro turno
Estimulada.

Lula (PT): 47%
Jair Bolsonaro (PL): 31%
Ciro Gomes (PDT): 7%
Simone Tebet (MDB): 5%
Soraya Thronicke (União Brasil): 1%
Luiz Felipe D"Avila (Novo): 0%
Vera Lucia (PSTU): 0%
Constituinte Eymael (DC): 0%
Pablo Marçal (Pros): 0%
Leonardo Péricles (UP): 0%
Sofia Manzano (PCB): 0%
Padre Kelmon (PTB): 0%
Ninguém/nenhum/branco/nulo: 5%
Não sabe/Não respondeu: 4% Votos válidos.

Votos válidos

Quando considerados apenas os votos válidos – quando são excluídos brancos, nulos e indecisos -, Lula oscilou positivamente de 51% para 52%. Bolsonaro, por outro lado, oscilou para baixo na margem de erro, de 35% para 34%.

Para vencer em primeiro turno, o candidato precisa ter 50% mais 1 dos votos válidos. Ou seja, a pesquisa de hoje aponta que Lula tem essa possibilidade, mas por conta da margem de erro, tem entre 50% e 54% dos votos válidos.

Lula (PT): 52%
Bolsonaro (PL): 34%
Ciro (PDT): 7%
Simone Tebet (MDB): 5%
Soraya Thronicke (União Brasil): 1%.

Espontânea.

No cenário espontâneo, ou seja, quando os eleitores podem apontar o candidato de sua preferência sem receber uma lista prévia, a diferença segue a mesma: 16 pontos percentuais. Lula fica com 45% das intenções de votos, enquanto Bolsonaro tem 29%.

Lula (PT): 45%
Jair Bolsonaro (PL): 29%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Simone Tebet (MDB): 3%
Luiz Felipe D"Avila (Novo): 0%
Soraya Thronicke (União Brasil): 0%
Constituinte Eymael (DC): 0%
Sofia Manzano (PCB): 0%
Leonardo Péricles (UP): 0%
Padre Kelmon (PTB): 0%
Vera Lucia (PSTU): 0%
Branco/nulo: 7%
Não sabe/Não respondeu: 11%.

Cenário de rejeição.

O Ipec também testou a rejeição dos eleitores aos nomes dos candidatos. Assim como na pesquisa anterior, Bolsonaro não seria escolhido por metade do eleitorado. Mas Lula oscilou na margem de erro, passando de 35% em agosto para 33% que não o escolheriam de jeito nenhum.

Jair Bolsonaro (PL): 50%
Lula (PT): 33%
Ciro Gomes (PDT): 15%
Simone Tebet (MDB): 6%
Vera Lucia (PSTU): 5%
Sofia Manzano (PCB): 4%
Constituinte Eymael (DC): 3%
Não sabe/não respondeu: 8%
Poderia votar em todos: 2%.

Segundo turno.

O Ipec também testou um cenário para um possível segundo turno. Neste caso, Lula aparece com 19 pontos à frente de Bolsonaro, e venceria a disputa.

Em comparação com o resultado de agosto, Lula oscilou positivamente um ponto, enquanto Bolsonaro oscilou negativamente. O petista tinha 53% e agora tem 54%, enquanto o atual presidente tinha 36% e passou a 35%.

Lula (PT): 54%
Jair Bolsonaro (PL): 35%
Branco/nulo: 8%
Não sabe/não respondeu: 3%.

Sobre o instituto.

O Ipec foi fundado em fevereiro de 2021 por ex-executivos do Ibope, que encerrou suas atividades em janeiro por conta do fim de um acordo de licenciamento da marca após 79 anos. O Ipec aborda entrevistados em suas casas, localizadas em áreas estabelecidas conforme distribuição do eleitorado brasileiro.

Comunicar erro
Banese

Comentários

Unit